quinta-feira, 30 de abril de 2009

Tatuagens...



Porque hoje uma amiga me desafiou a falar de tatuagens, vou divagar um pouco sobre o assunto.

Hoje em dia, conforme a quantidade e localização, as tatuagens são bem aceites ou não. É giro ter uma estrelinha cor-de-rosa no ombro, mas os braços repletos de caveiras e dragões são extremamente mal vistos.

A verdade é que as tatuagens têm uma mensagem, o que significa que só algumas mensagens são aceites. Sim! O mesmo se passa com as roupas, com o estilo de vida, com as IDEIAS, por aí fora...

Chamar-lhe um limiar de expressão é um eufemismo, assim como a liberdade de expressão é um disfemismo.

Assim, há pessoas que vêem as tatuagens como uma mensagem e enchem-se delas, não para que os outros as leiam, mas sim para não se esquecerem de quem são, e para poderem SER.


Outras pessoas vêem as tatuagens como uma cura psicológica! Após um trauma, sentem necessidade de deixar uma marca visível no corpo para que todos os dias sejam lembradas da força que têm, do que conseguiram ultrapassar, ou de quem nunca se vão esquecer!

Ainda existem as pessoas que vêem as tatuagens como bijutaria; essas são aquelas pessoas que nunca chegam a fazê-las, têm medo de não gostar delas quando forem mais velhas, afinal de contas uma tatuagem é definitiva!

Eu tenho tatuagens que não vão ficar bonitas quando for mais velha! Vão ficar menos definidas, menos nítidas, impróprias para uma velhota de X anos de idade.

Mas eu vejo as minhas tatuagens como uma parte de mim; como o meu braço esquerdo ou a minha mão direita. Se eu não tivesse estas tatuagens...não era eu! e que bom vai ser relembrar aos "x" anos de idade, o momento em que fiz estas tatuagens, a jovem que fui, as ideias que tinha, as escolhas que fiz...

Que nunca me esqueça do que já fui...é o que peço!

Quanto às tatuagens ficarem feias com o tempo, só tenho uma coisa a dizer: Quer queiramos quer não, nós todas vamos ficar feias!!!! A nossa cara também vai ficar cheia de rugas e vai ser flácida. Ainda bem que as tatuagens vão condizer!

E nunca se arrependam das escolhas que fizeram! Todas as escolhas, as certas e as erradas, ensinam-nos! Nada do que nos acontece é em vão!

Mas agradeço que deixem a vossa opinião sobre este assunto! Esta é apenas a minha! Neste blog há liberdade de expressão no verdadeiro sentido da palavra! :)

Um beijo*

3 comentários:

Mary disse...

Gostei imenso do Post... não sou adepta das tatuagens... não gosto mesmo.
Mas depois de ler este texto entendi, melhor, o porque de as pessoas aderirem às tatuagens.
Respeito as escolhas das outras pessoas, sempre o fiz com imenso prazer e não julgo ninguem por usar tatuagens ou piercing, como muita boa gente faz... cada qual sabe da sua vida, dos seus gostos.
Beijinho

Videl disse...

Exacto Mary!
Que todos os problemas do ser Humano fossem esses...
Obrigada por participares!


Um beijo*

Catarina Santos disse...

Olá Joana!

Sou cá das tuas! ;) Tenho imenso orgulho nas minhas tatuagens e nem sequer penso como vão ficar quando for velhinha! Gosto mais de saber que as tenho ao longo da caminhada da vida e especialmente do significado especial que cada uma tem para mim!

beijinho!